Ponto de Vista
É relativo

Obstáculos aparecem para todos o tempo todo, individualmente ou não, e é o caminho que tomamos para superá-los que determina o nosso caráter e a nossa grandeza. Ter um ponto de vista não é o bastante; ter o ponto de vista correto, sim.

Who?
Um de um todo.

Eu sou um monte de coisas, e coisa nenhuma... Eu prezo os meus amigos, a lealdade entre eu e eles e almejo uma vida ideal com uma moça ideal (como se isso fosse algo inédito pra alguém) Nome: Victor Augusto Cardoso Osório.

More?

Andando pra pensar
São, neste mundo louco.

Chiku no Genkaku
Strange Performed
Ouvir Lune
Vaso de Planta

Sinta-se livre para divulgar
Sinta-se livre.




À nostalgia
E ao desenvolvimento contínuo.

Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Outubro 2008
Dezembro 2008
Fevereiro 2009
Maio 2009
Agosto 2009

Considerações finais(finais?)
Meu céu.

O B R I G A D O


A noz eu comi.
When? sábado, 25 de outubro de 2008




Este aqui é o meu universo. Tão pequeno que cabe só um infinito. Um novo big bang, num ponto incompreensivelmente distante de tudo o que se conhece desse meu universo, está criando novas espectativas, novas perspectivas.

Uma nova vida, de um jeito diferente, em um ponto diferente... de espaço, de vista, de queda, de alvo, de vírgula, de interrogação, de exclamação... mas provavelmente não final...

Nesse lugar, onde a lógica é um sentimento, e o tamanho de uma caixa de bombons é medido em anos-luz. Onde toda a minha mente é o todo de um tamanho indefinido... ainda não alcansado, mas nem visado ou avisado. Complexo como um grão de feijão e simplíssimo como a antimatéria.

Cabível, palpável, intrínseco, bêbado, desproporcional...

Lá, cabe você e eu e eu.

Numa casca de noz.
Um crânio de noz.
Um crânio meu e seu.

Seja bem vindo(a).

Rach was here. -
00:03


7 Comentários:

Anonymous Marrí ! disse...

Adoro todos os seus textos...dos mais antigos aos mais atuais,uns mais outros menos. Mas sempre alguma coisa me chama atenção em cada um...Um detalhe ,uma palavra...
Esse " A noz eu comi. " foi um analise do seu ponto de vista, do seu universo com uma pequena rima no final, que deu um ar de diferente no texto!
Gostei bastante mas sei que pode fazer muito melhor =D
vou esperar ansiosamente por outros textos e rimas cada vez melhores!
Abraços :*

26 de outubro de 2008 21:45  
Anonymous Anônimo disse...

1 universo + 1 universo = 1 biniverso?

Ass.: Anônimo Introspectivo

28 de outubro de 2008 06:33  
Blogger soritcha disse...

Ah, que lindo *_*

14 de novembro de 2008 16:11  
Anonymous Luh disse...

velho, como você consegue escrever tão bem? :)

te amo irbão. (L)

14 de novembro de 2008 23:14  
Anonymous Nessinha disse...

Gente, nem acredito que esse cara é meu irmão!
Criança, você é um gênio!
Seus textos descrevem uma análise de tudo que vimos todos os dias e não damos impotância (pelo menos foi a minha interpretação).
Tá muito perfeito! Não pare por aí!
Você tem um dom!!!
Beijos X*

16 de novembro de 2008 15:57  
Blogger Rach disse...

É como dizem...
O autor escreve, mas é o leitor que faz o texto...

17 de novembro de 2008 06:24  
Blogger Marcela disse...

Você me fez brochar, sem mais.

9 de dezembro de 2008 00:05  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial